Sexta-feira, 3 de Outubro de 2008

O AMOR ao "Magalhães" afinal era outro

«Magalhães»: Argentina também quer computadores portáteis portugueses

A Argentina vai ser o próximo país a receber os computadores portáteis portugueses Magalhães, revelou à Lusa o secretário de Estado das Comunidades.

"Creio que Portugal tem aqui mais uma oportunidade de expandir as suas capacidades no que diz respeito também às novas tecnologias, como vem sendo demonstrado, e tem tido muito sucesso em diferentes países, como recentemente se demonstrou com a Venezuela", acrescentou.

Se o negócio for por diante, as trocas comerciais bilaterais, altamente favoráveis à Argentina, poderão além de crescer, contribuir para um maior equilíbrio da balança comercial.

"A Argentina é um país com muito interesse nesse domínio e as trocas comerciais entre os dois países levarão um incremento razoável, fazendo com que haja, por essa via, um equilíbrio" das trocas comerciais, destacou António Braga.

 in, Lusa

O "Amor" à educação apresentado em forma de "Magalhães" afinal era outro!

Os contactos com os países da América Latina multiplicam-se e o negócio vai de vento em poupa. Tanto AMOR…

Por cá, já alguém perguntou aos professores do 1º ciclo do ensino básico que utilização vão dar, nas suas aulas, ao “Magalhães”? Ou mesmo, se o vão utilizar? Ou até, se os professores consideram a utilização do “Magalhães” uma mais-valia para a aquisição das competências fundamentais definidas para o 1º ciclo?

Mesmo antes de serem feitas estas perguntas, não deveria ter sido feita uma demonstração/formação aos professores deste ciclo, no sentido de perceberem as eventuais potencialidades do “Magalhães” e de que forma o mesmo poderá ser usado como recurso?

Pois eu já perguntei e a resposta foi certeira! – Não, nas minhas aulas as crianças não vão usar o “Magalhães”.

E assim vai o AMOR…

 

publicado por Margarida às 10:14

link do post | comentar
2 comentários:
De anónimo a 13 de Novembro de 2008 às 22:54
Sou professora do 1.º ciclo. Não sei se irei usar o magalhães nas minhas aulas. Não o conheço. Não sei se será uma mais valia para os meus alunos. Ninguém me informou das suas potencialidades. Sei que distribuí a "propaganda" do magalhães, as fichas de inscrição e os termos de responsabilidade aos alunos, para levarem aos encarregados de educação. Sei que para completar todo o processo de inscrição, foram feitos telefonemas aos encarregados de educação para se recolherem dados de identificação dos mesmos. Sei que já recolhi e agrafei os referidos documentos. Sei que enquanto fiz isso, roubei tempo às minhas aulas. Mas o Sr Primeiro Ministro “autorizou-me” a roubar esse tempo.
O que eu não sabia mas fiquei a saber, esta semana, foi: o meu nome está associado à minha turma em todo este processo, portanto à burocracia do magalhães. O meu nome ter de constar nesse processo? Porquê? Alguém me informou antes? E porquê o meu nome? A identificação dos encarregados de educação, não chega? Mas há mais. O meu NIF também tem de constar nesse processo. Para quê o meu NIF? Eu, por acaso, fiz alguma compra a esses senhores, para precisarem do meu NIF? Magalhães!?... Não me lembro de ter encomendado nenhum! Então para que querem o meu NIF? Por que razão não serve o NIF dos encarregados de educação? O NIF destes não é credível? Então por que não usam o das escolas? Todas têm um NIF. O Sr 1.º Ministro e a Srª Ministra da Educação também devem ter NIF... Por que não o usam, sem lhes pedirem autorização? (como querem fazer comigo) Deveriam gostar? "NIF de Ministro/Pelo Magalhães", seria, certamente, um bom slogan na propaganda ao computador. Já demonstrei o meu desacordo. Não quero que o meu NIF seja utilizado neste "simplex" processo burocrático e muito menos sem minha autorização.
Sou professora. Já o referi no início desta conversa.
Então, o que tem o meu nome e o meu NIF a ver com as operadoras de telefones e com os senhores que vendem o magalhães? Alguém me diz?
De Margarida a 14 de Novembro de 2008 às 10:03
É perfeitamente abusiva esta instrumentalização dos professores do 1º ciclo na viabilização processual do "magalhães", obrigando os professores a colaborar na mega operação de propaganda do governo.

Aos professores a sociedade exige que ensinemos os alunos, mas o poder político distribui aos docentes trabalho burocrático. Exige-se aos docentes que colaborem nesta campanha de adormecer a sociedade com práticas de "vendedor de milagres".

Até quando?

Comentar post

.Software:gp-Untis

.links

.gp-Untis/Software horários escolares

.Julho 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.Rui Pedro

.posts recentes

. Distribuição de serviço -...

. Critérios de correcção / ...

. ... e o que acontece a se...

. Transição ilícita para co...

. Hinos nos horários escola...

. Sobre a alegada cedência ...

. Professores titulares vão...

. E assim andamos...

. Concurso de professores 2...

. Acho que já estou de volt...

. Intimidação da DGRHE cheg...

. Escolas sem condições par...

. Posição contra a definiçã...

. INFÂNCIAS (IN)FELIZES

. Sindicatos avançam para t...

. Legislação sobre avaliaçã...

. Presidentes dos Conselhos...

. Efeitos colaterais do cas...

. NOVAS

. Pois é...

. Ao que chegamos...

. Objectivos Individuais Si...

. Objectivos Individuais / ...

. "Dezenas de milhares" vão...

. Nota à Imprensa do Grupo ...

. Recusa de avaliação alast...

. Sugestões... A força do s...

. Conclusões da Reunião (Pl...

. Avaliação Simplex e Objec...

. Para mais do mesmo ...

. Decretos Regulametares da...

. Os princípios ficam na g...

. FENPROF desvaloriza promu...

. Mesmo a tempo para que nã...

. Hinos nos Horários Escola...

. Crianças entre os 10 e os...

. Imagem do dia: 26 de Deze...

. 10 coisas para esquecer e...

. Reflexões: Eduardo Prado ...

. Hinos nos Horários Escola...

.Visitas: 5/11/07

.Protesto Vale do Sousa

.tags

. 15 novembro(1)

. 1ºministro(2)

. 25 de abril(2)

. 8 novembro(5)

. acção social(1)

. acordo(3)

. alunos(4)

. avaliação de professores(92)

. avaliação externa(1)

. carreira(1)

. cidadania(11)

. colegas(1)

. colocação professores(3)

. comentários(2)

. concurso professores(7)

. concurso professores 2009(1)

. concurso titulares(6)

. conformidade cpd dúvida(1)

. conselho escolas(2)

. currículos(6)

. democracia(7)

. despachos(4)

. desporto escolar(1)

. dgrhe(3)

. distribuição de serviço(14)

. dúvida(2)

. ecd(1)

. educação(21)

. ensino superior(2)

. estatuto alunos(9)

. estatuto carreira docente(19)

. exames(1)

. exames 9ºano(1)

. fim de ano(1)

. gestão escolas(4)

. greve(3)

. greve alunos(2)

. hinos(27)

. homenagem(5)

. horário dos alunos(2)

. horários professores(8)

. ilegalidade ecd(8)

. imagens(1)

. indisciplina(7)

. inspecção(1)

. instrumentos de registo(8)

. internacional(1)

. magalhães(2)

. marcha lisboa(5)

. ministra(31)

. moção(4)

. movimentos(31)

. necessidades residuais(2)

. objectivos individuais(10)

. objectivos individuais simplex(1)

. opinião(8)

. organização ano lectivo(6)

. plano tecnológico(14)

. portefólio(2)

. processos disciplinares(1)

. protesto(41)

. provas aferição(2)

. providência cautelar(4)

. psd(1)

. reacção escolas(1)

. reflexões(1)

. relatório ocde(1)

. santana castilho(1)

. simplificação(2)

. sindicatos(39)

. sócrates(3)

. software horários(7)

. testemunhos(1)

. valores opinião(4)

. valter lemos(6)

. todas as tags

.Prémio atribuído por "Revisitar a Educação" e "Ramiro Marques"

.Manifestação 8 de Novembro

.sobre mim

Pesquisa personalizada

.subscrever feeds

.arquivos

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Novembro 2007