Sexta-feira, 28 de Novembro de 2008

Esclarecimento à entrevista ao Público (18/11)

 

Foi com grande perplexidade e algum mal-estar que os professores da Escola E.B.2,3 de Beiriz leram a entrevista publicada no Público de 18 de Novembro, relatada pela presidente deste Conselho Executivo.

A grande maioria dos professores desta escola não se revê nas afirmações proferidas pela professora Luísa Moreira pois não concorda com este modelo  de avaliação e tem sofrido desconforto e pressões por parte das hierarquias superiores no sentido do cumprimento dos prazos estabelecidos pelo ME.

Os professores sentem a conivência entre o poder político e as instâncias superiores desta escola, nomeadamente nas visitas ministeriais que têm acontecido durante este ano lectivo: A primeira, no início de Setembro, em que somos brindados com a presença, entre outros, do primeiro-ministro, da ministra da educação e da directora da DREN, aquando da inauguração do Centro Novas Oportunidades e a segunda, mais recentemente e de forma mais discreta, com a presença da ministra e da directora da DREN.

A descrição da escola, nesta entrevista, foi subtilmente romanceada e adoçada pretendendo transmitir a ideia de que se trata de uma escola modelo. A realidade é bem diferente. Sempre tem existido alguma indisciplina (recentemente houve até alguns tumultos nas turmas do PIEF, imediatamente abafados, e cujas aulas decorrem no Quartel Militar, próximo da escola). As taxas de sucesso são apenas estatisticamente perfeitas, pois os professores são "conduzidos" a, no final do ano lectivo, não darem níveis inferiores a 3 (a atribuição do nível 2 só ocorre nalgumas disciplinas e com carácter excepcional).

O facto de não haver funcionários no recreio da escola deve-se, isso sim, a serem insuficientes, a ponto de a reprografia/papelaria nem sempre estar a funcionar quando devia.

"A escola fecha às 18,30" - esta é a maior inverdade proferida na entrevista. Todos os professores têm tido reuniões após as 18,30 cuja confirmação consta das actas aí redigidas.

Infelizmente, tal como os colegas das outras escolas, também sentimos o peso

da avaliação - não especialmente das quotas da avaliação - mas de toda a pressão decorrente deste processo que nos conduz a um profundo cansaço.

 

Professores da Escola E.B. de Beiriz

publicado por Margarida às 23:20

link do post | comentar | ver comentários (2)
Segunda-feira, 17 de Novembro de 2008

O OVO

publicado por Margarida às 15:43

link do post | comentar
Segunda-feira, 10 de Novembro de 2008

Abismo - TSF

Abismo - "entre a ministra e nós todos, quando diz que entrega a educação, afinal, a indigentes e a chantagistas facilmente manipuláveis" ...

 

Estará a senhora ministra a referir-se a nós, 120 mil professores? Não pode ser verdade...

Na TSF

 

publicado por Margarida às 22:35

link do post | comentar

Já nada nos surpreende!

 

Informação de última hora.
A DREN convocou para uma reunião amanhã os PCE das escolas cujos professores apresentaram moções de suspensão da avaliação. Não foram convocados todos os PCE da região. Foram seleccionados apenas alguns, estrategicamente aqueles que apresentaram moções. Sei de fonte segura que os PCE serão PRESSIONADOS para prosseguir com a avaliação e aulas assistidas. A esta pressão sobre os PCE seguir-se-ão pressões sobre os professores que assinaram as moções. Terão que autorizar a observação de aulas ou assinar um documento onde se responsabilizam pelas sanções que poderão decorrer da posição assumida de não quererem ser avaliados pelo sistema em vigor. O que se pode chamar a isto? Quem são os chantagistas em Portugal e no sistema educativo Português?
 (Agradeço que, por favor, mantenha o meu anonimato, pois as informações que me foram dadas pelo meu PCE obrigam-me a proteger também a identidade dele. Mostrou-se visivelmente perturbado com tudo isto.)
 
No blog do Paulo Guinote

Era previsível este tipo de atitude e, para que fique bem claro o tom da intimidação sai a convocatória logo no dia imediatamente após a Manifestação...

Então, porque não?

Isto agora vale tudo... menos arrancar olhos!!

 

 

publicado por Margarida às 19:05

link do post | comentar | ver comentários (1)
Domingo, 8 de Junho de 2008

O fim do Estado Providência

 

 

A verdade é que em Portugal o verdadeiro Estado Providência foi sempre muito pobre. Fica-se com a ideia que por cá somos mais "cidadãos providência".

Fomos sempre acreditando que, com mais alguns sacrifícios ajudaríamos o Estado a reestruturar-se e que o futuro seria providencial.

Parece que o futuro nos reserva um cada um por si...

publicado por Margarida às 20:15

link do post | comentar
Terça-feira, 3 de Junho de 2008

Faz-me lembrar a Alegoria da caverna... ou o 1984 Orweliano

"O Mundo está dominado por um regime totalitário, onde todas as liberdades são estritamente limitadas pelo Estado... principalmente a subjetividade."
Lê de novo a frase transcrita e pensa mais um pouco.
O que é o Estado? Será o status? Quem manda no regime totalitário?
 
*Exactamente, como foi previsto há cerca de 60 anos...*
 
"É uma questão de História lembrar que, quando o Supremo Comandante das Forças aliadas (Estados Unidos, Grã-Bretanha, França, etc.), General Dwight D. Eisenhower encontrou as vítimas dos campos de concentração, ordenou que fosse feito o maior número possível de fotos, e fez com que os alemães das cidades vizinhas fossem guiados até aqueles campos e até mesmo enterrassem os mortos.
 
E o motivo, ele assim explanou: 'Que se tenha o máximo de documentação - façam filmes - gravem testemunhos - porque, em algum momento ao longo da história, algum idiota se vai erguer e dirá que isto nunca aconteceu'.
 
'Tudo o que é necessário para o triunfo do mal, é que os homens de bem nada façam'. (Edmund Burke)
 
Relembrando:
*
Esta semana, o Reino Unido removeu o Holocausto dos seus currículos escolares porque 'ofendia' a população muçulmana, que afirma que o Holocausto nunca aconteceu...*
 
Este é um presságio assustador sobre o medo que está a atingir o mundo, e o quão facilmente cada país se está a deixar levar.
 
Estamos há mais de 60 anos do término da Segunda Guerra Mundial.
 
Este email está a ser enviado como uma corrente, em memória dos 6 milhões de judeus, 20 milhões de russos, 10 milhões de cristãos, e 1900 padres católicos que foram assassinados, massacrados, violentados, queimados, mortos à fome e humilhados, enquanto Alemanha e Rússia olhavam em outras direcções.
 
Agora, mais do que nunca, com o Irão, entre outros, sustentando que o 'Holocausto é um mito', torna-se imperativo fazer com que o mundo jamais esqueça."
 
Quem somos nós? Produtos ou reprodutores do regime?
 
Obrigado pela paciência.
zelopes

Via email com agradecimento ao Pinto Lopes.

 

publicado por Margarida às 20:50

link do post | comentar | ver comentários (1)
Domingo, 4 de Maio de 2008

Democracia portuguesa é das piores da Europa

A Demos, think tank britânico, veio avisar-nos que a qualidade da nossa democracia deixa muito a desejar. Num total de 25 países europeus analisados, apenas a Polónia, Bulgária, Lituânia e Roménia estão piores classificados do que nós.

Do ponto de vista da democracia formal, até nem estamos mal: ocupamos o 14.º lugar, acima da Espanha, Grécia ou a Itália. O que puxa para baixo a nossa democracia são os reduzidos níveis de participação dos cidadãos e os limitados direitos quando se trata de escolhermos a estrutura familiar.

O resultado da auditoria da Demos conflui com a inquietação demonstrada por Cavaco Silva, no discurso do 25 de Abril, acerca do alheamento dos jovens em relação à coisa política. E podem ser inseridos no quadro mais vasto do desconforto generalizada dos cidadãos com os seus líderes políticos.

É este desconforto que explica porque é que toda a gente anda à procura de um Obama, de um líder diferente capaz de os entusiasmar - e a eleição para mayor de Londres de Boris Johnson, que em 2004, na sua campanha eleitoral, garantiu que quem votar nele faria "com que a sua mulher passasse a ter mamas grandes e aumentaria a possibilidades de ter um BMW M3".

In, DN/ 2-05-08

 

Num país onde as decisões políticas são, cada vez mais, centradas no umbigo da elite governativa, tendo por orientação os lobys dos grandes grupos económicos é natural que, a maior parte da população se desencante e não encontre lugar para o exercício legítimo da cidadania.

Nesta linha de construção da "democracia", encontra-se o desinvestimento numa educação que forma mentalidades, que aprofunda saberes e sentido crítico. Esta educação, que segundo a LBSE, deveria formar os cidadãos para o pleno e efectivo exercício da cidadania, não interessa e pode mesmo pôr em perigo os interesses da casta política que se deixa subjugar pelos grandes grupos económicos.

Não poderá existir democracia plena numa sociedade onde a educação não é séria e profunda, onde à educação só é permitido abordar os assuntos de forma superficial e nada crítica, onde a exigência é reduzida a NADA.

 

publicado por Margarida às 09:48

link do post | comentar

.Software:gp-Untis

.links

.gp-Untis/Software horários escolares

.Julho 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.Rui Pedro

.posts recentes

. Esclarecimento à entrevis...

. O OVO

. Abismo - TSF

. Já nada nos surpreende!

. O fim do Estado Providênc...

. Faz-me lembrar a Alegoria...

. Democracia portuguesa é d...

.Visitas: 5/11/07

.Protesto Vale do Sousa

.tags

. 15 novembro(1)

. 1ºministro(2)

. 25 de abril(2)

. 8 novembro(5)

. acção social(1)

. acordo(3)

. alunos(4)

. avaliação de professores(92)

. avaliação externa(1)

. carreira(1)

. cidadania(11)

. colegas(1)

. colocação professores(3)

. comentários(2)

. concurso professores(7)

. concurso professores 2009(1)

. concurso titulares(6)

. conformidade cpd dúvida(1)

. conselho escolas(2)

. currículos(6)

. democracia(7)

. despachos(4)

. desporto escolar(1)

. dgrhe(3)

. distribuição de serviço(14)

. dúvida(2)

. ecd(1)

. educação(21)

. ensino superior(2)

. estatuto alunos(9)

. estatuto carreira docente(19)

. exames(1)

. exames 9ºano(1)

. fim de ano(1)

. gestão escolas(4)

. greve(3)

. greve alunos(2)

. hinos(27)

. homenagem(5)

. horário dos alunos(2)

. horários professores(8)

. ilegalidade ecd(8)

. imagens(1)

. indisciplina(7)

. inspecção(1)

. instrumentos de registo(8)

. internacional(1)

. magalhães(2)

. marcha lisboa(5)

. ministra(31)

. moção(4)

. movimentos(31)

. necessidades residuais(2)

. objectivos individuais(10)

. objectivos individuais simplex(1)

. opinião(8)

. organização ano lectivo(6)

. plano tecnológico(14)

. portefólio(2)

. processos disciplinares(1)

. protesto(41)

. provas aferição(2)

. providência cautelar(4)

. psd(1)

. reacção escolas(1)

. reflexões(1)

. relatório ocde(1)

. santana castilho(1)

. simplificação(2)

. sindicatos(39)

. sócrates(3)

. software horários(7)

. testemunhos(1)

. valores opinião(4)

. valter lemos(6)

. todas as tags

.Prémio atribuído por "Revisitar a Educação" e "Ramiro Marques"

.Manifestação 8 de Novembro

.sobre mim

Pesquisa personalizada

.subscrever feeds

.arquivos

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Novembro 2007